Fone: 48 3467-1600 | Fax: 48 3467-1616


Notícias


19/05/2017

Você sabe descartar resíduos e objetos de maneira correta?

Você sabe a média de lixo que produz diariamente? Certamente, a maior parte dos brasileiros não sabe responder a essa pergunta. A cada três pessoas, uma não sabe qual o destino do lixo que ela mesma produz durante o dia.

Saiba que a maior parte do lixo gerado no Brasil é enviado para aterros sanitários, enquanto uma parcela muito pequena tem destino ecológico, como usinas de reciclagem.

Em alguns lugares do país, como o Nordeste, a maior parte do lixo ainda é disposta a céu aberto.

Para que toda a quantidade de lixo produzida por nós tenha condições de ser reciclada, é preciso que o nosso consumo e o nosso descarte de objetos e alimentos sejam realizados de forma mais consciente.

Se você não sabe descartar o lixo de maneira correta, apresentamos a você algumas formas de fazer isso no seu dia a dia.

Se no seu bairro não existem sistemas de coleta seletiva, você pode convocar os vizinhos e amigos do bairro para procurarem cooperativas de catadores ou Postos de Entrega Voluntária.

Uma conversa com a Prefeitura também pode ajudá-lo a encontrar a melhor forma de praticar coletas mais conscientes.

LIXEIRAS SEPARADAS

Quando o assunto é coleta seletiva, as lixeiras coloridas são logo lembradas. Elas são, de fato, muito associadas à reciclagem, porque são uma das formas mais eficientes de evitar o acúmulo de lixo nas cidades e em todo o país.

Você pode dispor delas na sua casa ou até mesmo na sua empresa.

Além das cores mais conhecidas (verde, para vidros e frascos; azul, para papéis; vermelha, para garrafas e itens plásticos, e amarela, para objetos de metal), existem outras para objetos mais específicos:

- Marrom: para resíduos orgânicos;

- Laranja: resíduos perigosos, como baterias, pilhas e lâmpadas;

- Preta: objetos de madeira, pintados ou não;

- Roxa: objetos radioativos;

- Cinza: demais objetos, como cerâmicas espelhos, esponjas, fraldas descartáveis etc.

Identifique na sua realidade quais lixos você mais produz e providencie a sua coleta seletiva com as cores correspondentes.

O ÓLEO DE COZINHA

O óleo de cozinha é um dos elementos usados no dia a dia que mais são prejudiciais à preservação do meio ambiente. Ele pode afetar em grande quantidade a qualidade da água dos rios quando são dispensados na pia da cozinha, por exemplo. Por isso, evite jogar no ralo resíduos gordurosos.

Ao invés disso, você pode jogá-los no quintal onde houver terra, para que ela absorva o óleo, ou, em caso de morar em apartamento, coletar toda a gordura produzida durante a semana ou mês em garrafas pet, por exemplo, e encaminhá-las para organizações públicas ou ONG’s que façam o recolhimento reciclável para a confecção de outros produtos, como sabões e detergentes.

OBJETOS CORTANTES

Quando quebrar algo de vidro ou de qualquer composição cortante na sua casa, cuide para não colocá-lo na lixeira sem proteção. Isso pode ferir os coletores de lixo.

Uma dica é cortar uma garrafa pet ao meio e colocar dentro dela os pedaços quebrados; depois lacre bem a garrafa com fita isolante. Outra opção é envolver os resíduos cortantes em várias folhas de jornal antes de descartá-los.

Além dos casos citados, você ainda pode contribuir para a preservação do meio ambiente consumindo utensílios recicláveis, como, por exemplo, copos e pratos descartáveis possíveis de reaproveitamento, como os da marca Cristalcopo, que conta com polipropileno e poliestireno (plástico reciclável) na composição dos seus produtos.

Cristalcopo

 

Você sabe descartar resíduos e objetos de maneira correta?

 

 

CristalcopoVoltar